A IMPLACÁVEL REPÚBLICA E O EXÍLIO

May 28, 2019

A abolição da escravidão, por causa de Dom Pedro II, não custou guerras ao Brasil, mas custou ao Imperador o Governo.

Quando voltou da Europa, revigorado, Dom Pedro II encontrou um Brasil diferente.

Por um lado era reverenciado com o carinho popular, mas por outro, porém, fora abominado pelos fazendeiros escravagistas que sentiam-se empobrecidos pela abolição.

Nada podia fazer, pois a mínima manobra política iniciaria a anarquia.

Então, em 15 de novembro de 1889, com ajuda das forças armadas, num golpe militar, foi proclamada a república.

Dom Pedro II não se lamentou, pois era liberal e até entendia que o novo sistema de governo poderia trazer benefícios ao Brasil.

Porém, não acabaria aqui o espúrio desejo dos republicanos em ver humilhada a figura do Imperador.

Às três horas da tarde o golpe era confirmado. Pelas mãos do major Solon, o Imperador era intimado a deixar imediatamente o país junto com toda a família.

A deposição vinha firmada pelo Marechal Deodoro da Fonseca, então chefe do Governo Provisório. Suas ordens eram para que a Família Imperial deixasse o Brasil nas primeiras horas do dia seguinte. Que injustiça!

Irresignado, Dom Pedro II chegou a dizer que não era um negro fugido para sair de madrugada.

De nada adiantara seu protesto, Deodoro já havia decidido a sorte do Imperador que à uma e meia da manhã do dia 17 deixara o Brasil junto com toda a Família Imperial e alguns amigos fiéis, dentre os quais destacava-se André Rebouças, importante jornalista abolicionista, que se suicidaria poucos anos depois na Ilha da Madeira.

Aportava aos 07 de setembro de 1889 em Lisboa o navio levando a desconsolada Família Imperial que então era recebida pelos amigos franceses de Dom Pedro II que sabendo de sua chegada puseram-se a espera-lo em Portugal.

No Brasil o Governo realizava em 1890 grande leilãodos bens da Família Real que acabariam vendidos por qualquer preço.

Móveis e objetos reunidos desde os tempos de Dom João VI foram entregues de qualquer maneira e a casa do Imperador transformara-se na casa da primeira Assembleia Constituinte da República.

Dom Pedro II que governara o Brasil por 49 anos marcados por justas lutas que alavancaram o desenvolvimento nacional e a elevação da nação perante o Mundo, estava agora entregue a mesma sorte dos judeus a quem admirava, o exílio...

 

 

Please reload

Compartilhe
Tag Cloud

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload