D. PEDRO I -INDEPENDÊNCIA DOS POVOS E DAS RELIGIÕES - Parte I

April 19, 2019

O Império do Brasil, que a Dom Pedro I deve sua Constituição, após o descobrimento seguiu com suas primeiras explorações até o ano de 1530 por ordens do Rei de Portugal.

Nos anos de 1526 à 1531 estabeleceram-se as primeiras colônias no Brasil também por ordem de Portugal.

No ano de 1549 com a chegada do primeiro Governador Geral Martim Afonso foi fundada a Bahia que tornara-se a capital do Brasil colônia.

De 1640 a 1808 a colônia foi governada por vice-reis.

Em 1626 tornou-se o Brasil um principado. Os vice-reis então são, em 1762, transferidos da Bahia para o Rio de Janeiro. Até o início do século XIX permaneceu, o Brasil, como uma vasta colônia completamente sujeita a Portugal.

Portugal havia, após a guerra, em 1821, sofrido revolução para estabelecimento de novo regime político, agora o constitucional, ao qual aderiu D. João VI e também seu filho, D. Pedro I, no Brasil. Porém, as Cortes Constitucionais usurparam as prerrogativas reais transformando o Reiem quase um prisioneiro.

Pressionando o Brasil no mesmo sentido que fizeram em Portugal, as Cortes pretendiam acabar com todo o rico legado composto por escolas e Tribunais instituído por D. João VI com o escopo de desmembrar o Brasil em dezoito ou dezenove colônias sem laço de dependência entre si. Travou-se uma luta entre o Brasil e Portugal tendo à frente o Príncipe D. Pedro que aos 07 de setembro de 1822 proclamou a independência da colônia e no dia 12 do mês seguinte foi aclamado Imperador sob o título de Dom Pedro I. 

 

Please reload

Compartilhe
Tag Cloud

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload